Coeur de Lion Magazine

Vanity Fair – 2009 – Gisele Bündchen

Posted in Fierceness by Coeur de Lion Magazine on 31/03/2009

giselebundchenvanity-fair1

giselebundchen-vanity-fair2

giselebundchen-vanity-fair3

gisele-bundchen-topless-vanity-f-31

gisele-bundchen-topless-vanity-f-4Fonte: vanityfair.com

2009’s hair trends

Posted in Fierceness by Coeur de Lion Magazine on 31/03/2009

As novidades para as madeichas em 2009 podem ser facilmente classificadas – como um antigo professor meu de redação dizia: coesão e coerência! – de simples, porém modeladas e bem acabadas. Para os meninos, o design shorter, leve franja, até um baixo topete (a la Elvis) e acabamento detalhado nas laterais; já para as meninas a regra é ser extremamente curto, extramemente feminino, extremamente sexual, extremamente lindo (não necessariamente nesta ordem).

milla01

Milla em um belo vestido de veludo no tom vinho usando o hairstyle que era sucesso nos anos 40.

Seguindo essa linha, Milla Jovovich apresentou seu novo hair style pelos corredores do The American Museum Of Natural History’s Museum Dance nos últimos dias. O hair style foi Inspirado no visual dos anos 40, cheios de ondas, que também era conhecido na época como “ondas de sereia“, assim mesmo, bem brega, mas nela caiu como uma luva. No evento, a exótica Milla trajava um belo vestido de veludo em um tom vinho.

Confira outros looks de celebridades:

lilyallen01

Lily Allen com um corte liso e desfiado.

Kate Holmes usando um desfiado bem curto com franja.

Kate Holmes usando um desfiado bem curto e despojado.

elishacuthbert01

Elisha Cuthbert usando um corte extremamente curto com franjinha.

Longos para 2009:

2009straighthairstyle1

Longo e liso. Doo Ri (esquerda) e Matthew Williamson (centro e direita).

2009flowinghairstyle1

Levemente ondulado e volumoso. Donna Karan (esquerda e direita) e Anna Sui S/S 2009 (centro).

2009waveshairstyle1

"Ondas de sereia" - Muitas ondas, plissado. Proenza Schouler (esquerda e direita) e Tuleh (centro).

Dubai está, literalmente, afundando?

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 30/03/2009

“A ilha artificial Palm Jumeirah, um dos marcos de empreendimentos imobiliários em Dubai estaria afundando e, quando se abrem as torneiras nos hotéis construídos sobre ela, só saem baratas”.  É o que disse o New York Times a respeito dos rumores sobre a crise que vem se instalando na cidade.

Arquipélago artificial construído na costa de Dubai de propriedade do Sheikh Mohammed Bin Rashed al Maktoum.

Arquipélago artificial construído na costa de Dubai de propriedade do Sheikh Mohammed Bin Rashed.

A temida crise financeira mundial já chegou no Oriente Médio e não poupou a suntuosa Dubai, famosa dentro dos sete Emirados Árabes como uma cidade futurista, cheia de arranha-céus e largas avenidas. Hoje, como consequência da crise, milhares de trabalhadores estão perdendo seus empregos, que totalizam cerca de 90% da população local, que são em sua maioria estrangeiros.

Os jornais noticiaram que mais de 3 mil carros estão sendo abandonados no estacionamento do aeroporto da cidade, deixados na fuga de estrangeiros endividados, que, de fato, poderiam ser presos se não quitassem suas dívidas. Comenta-se que alguns até deixaram cartões de créditos estourados e bilhetes de desculpas presos com fita adesiva nos pára-brisa dos automóveis.

avenidadubai1

Avenida de Dubai vazia, após fuga de endividados.

O governo declara que os números são bem menores do que os comentados, entretanto, existe um fundo cruel em toda essa verdade, pois sem trabalho, os estrangeiros desempregados perdem seus vistos e devem deixar o país em 1 mês. Com isso, diminuem-se os gastos e fazem baixar os preços das moradias em uma queda crescente, deixando partes de Dubai (que já foi saudada como a superpotência econômica do Oriente Médio) “vazias”, “fantasmagóricas”.

O governo ainda criou um projeto de lei sobre a mídia, que torna crime prejudicar a reputação ou a economia do país, punível com multas que podem chegar até US$ 272 mil. A ação parece ter congelado o noticiário sobre a crise. No mês passado, jornais locais publicaram que o governo estava cancelando cerca de 1.500 vistos de trabalhos por dia.

Segundo analistas, a crise nos Emirados não tem perspectiva de durar muito. O problema é que a capital Abu Dabi, rica em petróleo, até agora só ofereceu ajuda a seus próprios bancos, ignorando Dubai. Esperamos que o paraíso para os arquitetos não esteja no mesmo caminho que a, diga-se de passagem, bizarra, Palm Jumeirah caminha.

Fonte: NYTimes

Goth Ninja: tendência para 2009

Posted in Fierceness by Coeur de Lion Magazine on 30/03/2009

Uma mistura de Ninja Gótico com Batman, Rick Owens com Dorian Gray e Damir Doma com Japanese rock star, qualquer que seja o termo usado, está pegando e está crescendo.

Tendência na cena underground, o Goth Ninja (Ninja Gótico), nos últimos dois anos vem crescendo e ganhando espaço como novidade em 2009. “O estilo provavelmente será amplamente procurado por jovens que preferem vestir tons mais escuros“, comemoram os designers.

Sua origem é um tanto quanto ambígua, pois ela parece ser uma combinação de uma mistura de Japanese street wear e uma produção própria “waywt” (What Are You Wearing Today?) das celebridades. A idéia é interessante, pois não é necessariamente iniciada por um designer ou coleção.  Talvez a coleção que mais próximo chegou foi a Number (N)ine A/W 06 de Takahiro Miyashita. O look tem sido adotado por celebridades internacionais, como Big Bang, e… talvez outros, se o Sartorialist publicasse um manifesto exibicionista, com o qual tenho certeza que teria um apelo mais popular.

Para montar este look é exigido certo conhecimento sobre moda e particular atenção ao design e detalhes, com uma peculiar habilidade em misturar e combinar. Outros looks provêm do basico “American Apparel“, com camadas sobrepostas a um Ann Demeulemeest; talvez um conjunto Rick Owens ou um casaco Martin Margiela. Já as calças são menos ousados que os elusivos e impressionantes jeans Dior Homme justinho ou uma mais larguinha Comme Des Garçons. Pegue uma bolsa The Day da Balenciaga ou uma Shopper da Louis Vuitton, alguns acessórios baratos prateados, um par de botas de couro Number Nine bem caras e pronto! O look é cru, desconstruído, extremamente moderno, porém, controlado e ainda bem masculino.

Infelizmente você não vai encontrá-los nas ruelas dos Jardins em São Paulo, nem vê-los correndo por aí com uma espada samurai, mas quem sabe, não é? Itaquera está cada vez mais “antenada”. Brincadeira.

gothninja061gothninja08

gothninja09gothninja10

gothninja11gothninja12

gothninja13gothninja14

gothninja017gothninja031gothninja041gothninja052