Coeur de Lion Magazine

Mies van der Rohe Modernes Genie

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 13/04/2009
Mies van der Rohe Farnsworth House

Farnsworth House: um dos marcos da obra de Mies e referência da arquitetura moderna.

Ludwig Mies van der Rohe, mais conhecido como Mies Van Der Rohe é um dos principais nomes da arquitetura do século 20. Alemão naturalizado estado-unidense, foi professor na estimada Bauhaus e um dos formadores do movimento International Style, marcado por sua clareza e simplicidade. Aço e vidro foram seus principais materiais representativos, que agregaram concepções de elegância e cosmopolitismo. Famoso também pelo uso dos célebres aforismos: Less is More (Menos é Mais), preceito do minimalismo e God is in the Details (Deus está nos detalhes).

Mies van der Rohe Seagrambuilding

Edifício Seagram.

Mies van der Rohe Conjunto Lake Shore Drive

Conjunto Lake Shore Drive em Chicago.

Mies van der Rohe Crown Hall

Complexo Crown Hall do Instituto de Illinois.

Em 1908, Mies ingressou no estúdio do proto-modernista Peter Behrens, do qual se tornou discípulo. Seu talento foi rapidamente reconhecido e começou a receber encomendas, mesmo não sendo graduado. Com uma presença física impressionante e com modos ponderados, Ludwing Mies resolveu reformular seu próprio nome, para adequar-se a alta sociedade que passara a ingressar, passou então a acrescentar “van der Rohe“, de ressonância aristocrática.

Formou-se arquiteto em 1917 e, influenciado pelo mestre do neoclassicismo prussiano do início do século 19, Karl Friedrich Schinkel, depois da Primeira Guerra Mundial, começa a receber influências do neoplasticismo e do construtivismo russo, que fazem germinar o espírito modernista no arquiteto. Influenciado também por Frank Lloyd Wright, com os espaços fluidos do próprio estilo presente nas suas Casas da Pradaria.

Mies van der Rohe Casa de Mies

Residência de Mies.

Em 1921, abandonando qualquer ornamentação, projetou um impressionante arranha-céu de vidro e metal, que fez parte de uma série de projetos pioneiros que culminaram no Pavilhão Alemão de Barcelona e na Villa Tugendhat em Brno (um de seus marcos). Em 1937 Mies deixou sua pátria e foi para os Estados Unidos, depois de 30 anos de prática na Alemanha. Em 47 teve uma retrospectiva de sua carreira pelo Museu de Arte Moderna de Nova York, três anos depois de ser nomeado cidadão americano, quando rompeu laços com sua terra natal.

Mies van der Rohe Villa Tugendhat

Villa Tugendhat em Brno.

Dentre suas várias realizações, pode-se citar a residência de Wyoming, também a passagem como professor do Illinois Institute of Technology, a construção do Crown Hall, sede do Departamento de Arquitetura do instituto. Também a Casa Farnsworth, marco entre suas obras e referência da arquitetura moderna mundial. Além do Edifício Seagram e o Conjunto Lake Shore Drive em Chicago.

São inúmeros os trabalhos de Mies van Der Rohe, onde todos são considerados referências do modernismo na arquitetura, além da alta classe e beleza. Se você é estudante de arquitetura como eu ou pretende se tornar um, este ícone da área será bastante explorado por seus professores (principalmente os de projeto) e certamente se tornará uma paixão para vocês, assim como se tronou pra mim.

Mies van der Rohe Pavilhão Alemão de Barcelona

Pavilhão Alemão de Barcelona.

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. bruno said, on 13/04/2009 at 2:09 AM

    Preciso e bem escrito. Nem eu que decorei toda a obra do Argan sabia de certos detalhe….
    keep on baby
    kusses


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: