Coeur de Lion Magazine

Hey fashionerds

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 25/01/2012

Devido a faculdade, trabalho etc, o blog está abandonado, infelizmente, e não há previsão de volta. Contudo, vou apresentar um blog de moda fantástico, principalmente para os meninos: o www.garotodegrife.com trata de comportamento masculino, abordando tendências e inspirando aqueles que acreditam que homem bem vestido não é exclusividade dos fashionistas, mas sim uma postura que pode e deve ser adotada por todos; apresentado de forma atraente e interativa. Espero que gostem.

 

Unfortunately the Coeur de Lion Magazine is temporarily inactive by my uni, alot of work etc. However, I’d love to introduct to you a great male fashion blog: the http://www.garotodegrife.com shows out the male behavior, costuming trends and inspiring those believes that well-dressed man isn’t unique way to fashionists, it’s quite the opposite actually it must be adopted by all, positing it in an attractive and interactive way. I hope you enjoy it. @garotodegrife

 

Follow me @ki_nando 😉

Anúncios

Zaha Hadid no ritmo de Bach

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 02/05/2009
J. S. Bach by Zaha Hadid.

J. S. Bach by Zaha Hadid.

Através de uma parceria entre Zaha Hadid Architects e o Festival Internacional de Manchester, com colaboração da Galeria de Artes de Manchester e três dos maiores solistas mundiais, será criado um projeto único para o Festival deste ano. Zaha Hadid irá transformar visualmente e acusticamente um dos espaços de exposição da Galeria em uma câmara intima, um music hall no qual se poderá apreciar solos das obras de Johann Sebastian Bach.

Em uma série de nove concertos, o pianista Piotr Anderszewski, o violoncelista Jean-Guihen Queyras e a violinista Alina Ibragimova apresentarão uma performance de solo instrumental de J. S. Bach para uma pequena platéia de 200 pessoas em cada execução. O novo espaço também será aberto ao publico durante o festival.

Zaha Hadid explica que “com uma articulação da rítmica e da alta classe harmônica de Bach, foi capaz de atingir um quadro matemático de sua musica. O design de Zaha Hadid Architects explora esta multiplicidade através do desenvolvimento de uma integração coerente da forma e da lógica estrutural“.

J_S_BACH_and_Zaha_Hadid_Architects

O espaço com estrutura dinâmica comporta 200 pessoas para cada concerto.

O Diretor do Festival Alex Poots disse que “o objetivo é criar uma situação de quase perfeição com este ambiente visual e sonoro para o publico, para que a experiência na câmara de musica se torne uma das melhores do mundo. Zaha cria constantemente mudanças e idéias inovadoras sobre o projeto. Será intrigante ver o que ela produzirá sobre este nível de intimidade“.

J_S_BACH_and_Zaha_Hadid_Architects3

Apesar do formato nada convencional da câmara, a acústica do ambiente promete ultrapassar a perfeição.

A diretora de Cultura do Conselho da Cidade de Mancherter, Virginia Tandy comentou: “A Galeria de Arte de Manchester está de braços abertos para receber este trabalho único de Zaha Hadid para o Festival Internacional de Manchester, que promete quebrar limites do design“. Também participarão do Festival estudantes do Manchester’s Royal Northern College of Music e da Chetham’s School of Music.

J_S_BACH_and_Zaha_Hadid_Architects4

Bach certamente se emocionaria com a homenagem através das curvas de Zaha Hadid.

Além disso, Zaha e Abu Dhabi Music & Arts Fundation anunciarão uma nova parceria que irá explorar a arte de contar histórias dos Emirados Árabes, Líbano, Egito e Reino Unido. A instalação do evento “storytelling” começará em Julho.

Prada Transformer Yourself

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 30/04/2009
Prada_Transformer_1

Prada Transformer Pavilion by OMA.

O Office for Metropolitan Architecture (OMA) anunciou nos últimos dias a abertura do Prada Transformer Pavilion, uma estrutura pioneira com design ultra inovador destinado a receber uma grande variedade de eventos culturais. O pavilhão foi inaugurado em Seul, com presença do ministro da Cultura da Coréia do Sul, o prefeito da cidade e do meu casal preferido Miuccia Prada e o fundador da OMA, Rem Koolhaas.

A estrutura de 20 metros de altura está localizada junto ao palácio Gyeonghui do século 16, no Centro de Seul. O pavilhão é construído por quatro formas geométricas básicas – um círculo, uma cruz, um hexágono, um retângulo – inclinadas e envoltas por uma membrana translúcida.

Prada_Transformer_6

Cada forma é um potencial piso para receber a programação cultural proposta ao longo dos próximos três meses: uma exposição, um festival de cinema, amostra de arte e, finalmente, um desfile da Prada, claro. Os pisos podem se tornar paredes, assim como as paredes podem se tornar pisos, tudo depende dos guindastes sempre apostos após cada evento.

Prada_Transformer_2

Se for visitar Seoul até Junho, não deixe de conhecer este fantástico projeto.

Ao invés de ter apenas um formato, decidimos criar um pavilhão que, simplesmente girando-o, adquire um caráter diferente, o que acomoda diferentes necessidades“, explica Rem Koolhaas acerca da idéia por trás da Prada Transformer. “O projeto é excitante, pois é o primeiro híbrido entre nós e a fundação Prada“, acrescenta o arquiteto.

Prada_Transformer_3

A primeira exposição no Prada Transformer é de autoria da própria Miuccia.

A inauguração do pavilhão foi com uma exposição de saias desenhadas por Miuccia Prada. Nomeado “Waist Down“, o design da exposição foi concebido pela OMA. Em 26 de Junho deste ano, o pavilhão acolherá um festival de cinema, com direção de Alejandro González Iñárritu, vencedor do Oscar e diretor de Babel (2006), além do crítico Elvis Mitchell. Outra das forma será palco no dia 30 de Junho, transformando o pavilhão em uma galeria para exposição da artista sueca Nathalie Djurberg, tendo Germano Celant como curador, que também é diretor artístico da Fundação Prada, em Milão.

Prada_Transformer_4

Waist Down expõe saias desenhadas pela fundadora da Prada.

O encerramento do pavilhão será com um fashion show especial da Prada para 500 convidados.

O Office for Metropolitan Architecture tem uma longa história de colaborações com a grife em múltiplas disciplinas. Em 2001 projetou o Prada Epicenter Store em Nova York, seguida pela Epicenter em Los Angeles em 2004. Atualmente o OMA cria novos espaços para exibição para a Fundação Prada.

O projeto da Prada Transformer foi elaborado pelos diretores da OMA, Rem Koolhaas e Ellen van Loon, seus associados Kunlé Adeyemi e Chris Van Duijn. O design foi assinado pelo arquiteto Alexander Reichert. O pavilhão foi viabilizado graças ao apoio da LG Electronics e Hyundai, Red Resource Inc. e da cidade de Seul.

Le Corbusier: Five Points of New Architecture

Posted in Architecture by Coeur de Lion Magazine on 14/04/2009
Le Corbusier

Le Corbusier.

Charles-Édouard Jeanneret-Grise, mais conhecido como Le Corbusier, foi um arquiteto, urbanista, designer, escritor e também pintor suíço. Ele integra o leque dos principais arquitetos do século 20, junto com Frank Lloyd Wright, Alvar Aalto, Mies van der Rohe e o brasileiro Oscar Niemeyer. Morreu em 1965 aos 78 anos de idade.

Charles-Édouard tornou-se cidadão Francês aos 30 anos e foi pioneiro em estudos em design avançado para melhorias nas condições de moradias em cidades superlotadas. Suas construções se expandem desde a Europa Cental, India, Russia, America do Sul e do Norte, onde se destacou também por ser um exímio planejador urbanista, escultor e moderno designer de mobílias.

Le Corbusier estudou em Budapeste e em Paris; formou-se na La-Chaux-de-Fonds Art School e seu professor de arquitetura foi René Chapallaz, que provocou grande influencia nas primeiras casas construídas pelo arquiteto. Em 1907, viajou para Paris, onde começou a trabalhar no escritório de Auguste Perret, pioneiro no uso do concreto armado. Três a quatro anos depois trabalhou próximo a Berlin para o renomado arquiteto Peter Behrens, quando conheceu Mies van der Rohe and Walter Gropius.Le Corbusier LC2 Lounge DoubleLe Corbusier LC2 Chair

De 1914 a 1915, Corbusier projetou a Dom-ino House, resultado da aplicação de modernas técnicas através de estudos teóricos do arquiteto, desenvolvidas em sua volta para a Suíça durante o cessar da Primeira Guerra Mundial. Na mesma época conheceu o artista Cubista Amédée Ozenfant, que encorajou o arquiteto a praticar a arte da pintura. Em 1920, adaptou o pseudônimo Le Corbusier, em homenagem ao seu avô “Lecorbésier“.

Em 1923, escreveu uma de suas principais obras literárias “Vers une architecture”, fruto de sua viagem pela Grécia e Turquia.

Centro Le Corbusier em Zürich-Seefeld - Heidi Weber Museum

Centro Le Corbusier em Zürich-Seefeld.

Entre 1922 e 1927, juntamente com seu primo e sócio Pierre Jeanneret projetaram muitas das casas privadas de clientes em Paris, como a Villa Lipschitz, Villa Savoye, Maison Cook, Maison Planeix, Maison La Roche, entre outras.

Le Corbusier - The Open Hand Monument (O Munumento da Mão Aberta) em Chandigarh, India

The Open Hand Monument (O Munumento da Mão Aberta) em Chandigarh, India.

Le Corbusier -  National Museum of Western Art em Tokyo, Japan

National Museum of Western Art em Tóquio.

Em 27 de agosto de 1965, Charles foi banhar-se no Oceano Mediterrâneo, em Roquebrune-Cap-Martin na França. Vítima de afogamento, seu corpo foi encontrado por banhistas nas primeiras horas da manhã daquele dia. Após sua morte, várias importantes personalidades mundiais expressaram suas condolências, como Salvador Dali e o então Presidente dos Estados Unidos Lyndon B. Jhonson, que disse: “His influence was universal and his works are invested with a permanent quality possessed by those of very few artists in our history“.

Outra grande conquista de Le Corbusier foram os Cinco Pontos da Nova Arquitetura, que são o resultado de pesquisas em parceria com seu primo Pierre Jeanneret, com o qual trabalhou durante grande parte de sua vida. A conclusão do trabalho foi publicado em 1926 na revista francesa L’Esprit Nouveau. Alguns dos pontos estudados aparecem anteriormente a pesquisa na Casa Cook, contudo, é na Villa Garches e na Villa Savoye que os elementos são utilizados de forma mais expressiva:

1. Planta Livre: através de uma estrutura independente, permite a livre locação das paredes, já que estas não exercem mais a função estrutural;
2. Fachada Livre: igual à independência da estrutura, a fachada pode ser projetada sem impedimentos;
3. Pilotis: pilares que elevam o prédio do chão, que permitem o transito por debaixo do mesmo;
4. Terraço Jardim: recuperação do espaço ocupado pela edificação, transferindo-o para cima do prédio na forma de jardim;
5. Janelas em Banda: possibilita pela fachada livre permitem uma relação desimpedida com a paisagem.

Le Corbusier - Villa Savoye

Villa Savoye: um dos marcos de Le Corbusier.

O sucesso dos cinco pontos foi tão grande, que mais tarde se tornariam cânones da arquitetura moderna. No Brasil, o prédio do Ministério da Educação e Saúde Pública, de Lucio Costa e Oscar Niemeyer (sob consultoria de Le Corbusier), utiliza integralmente os cinco pontos arquitetônicos.