Coeur de Lion Magazine

Louis Vuitton Menswear | FALL 2010 MEN’S SHOW

Posted in Fashion Shows Seasons by Coeur de Lion Magazine on 17/03/2010

Homem alinhado é sinônimo de conteúdo interessante: inteligência, senso de estética e comportamento, higiene, boa educação – homens usando Louis Vuitton então é o apice do que poderia se esperar por um senso de moda masculino refinado.
Nada muito novo, uma cara de esportistas de hipismo, o que por si só já cria todo um charme especial. Botas de cano médio, sobreposições, camisas de linho sob sobretudos escuros, luvas de couro, tecidos fortes, coturnos sobre calças mais justas, além das bolsas. Deseje estes.

Posh man is synonymous with interesting content: intelligence, aesthetics sense and behavior, hygiene, good education – men wearing Louis Vuitton then is the culmination of what could be expected for a sense of fashion male refined.
On the show there’s nothing new, a face of equestrianism, which in itself creates a whole special charm. High-boots, shirts flax upon black overcoats, leather gloves, webbings, buskins on skinny pants, else bags. Wish these.

Louis Vuitton FALL 2010 RTW SHOW

Posted in Fashion Shows Seasons by Coeur de Lion Magazine on 16/03/2010

A inspiração de Marc Jacobs para o inverno de 2010 foi o “New Look”, moda lançada por Christian Dior em 1947. Metros e mais metros de tecidos para construir estes vestidos bem amplos até a altura dos tornozelos, além da cintura marcada, sapatos de salto alto, luvas e bolsas  – que estão totalmente incríveis.

Esta silhueta feminina e jovial atravessou toda a década de 50, servindo de base para a maioria das criações deste período. Apesar dos caminhos naquela época indicarem para uma moda mais simples e prática, acompanhando as mudanças provocadas pela guerra, nunca um modelo de tendência foi tão bem aceito como o “New Look” pelas mulheres, o que indicava um anseio pela volta de feminilidade, luxo e da sofisticação. Christian Dior foi quem liderou este movimento, até sua morte em 57, de lançamentos de novas tendências quase que a cada estação.

Com o fim da escassez dos cosméticos do pós-guerra, a beleza se tornaria um tema de grande importância. O clima era de sofisticação e era tempo de cuidar da aparência. A maquiagem estava na moda e valorizava o olhar, o que levou a uma infinidade de lançamentos de produtos para os olhos, um verdadeiro arsenal composto por sombras, rímel, lápis para os olhos e sobrancelhas, além do indispensável delineador. A maquiagem realçava a intensidade dos lábios e a palidez da pele, que devia ser perfeita.

A década de 50 foi sem dúvidas o momento em que a alta costura viveu seu apogeu, estilistas consagados da época como o espanhol Cristobal Balenciaga – considerado o grande mestre da alta-costura -, Hubert de Givenchy, Pierre Balmain, Chanel, Madame Grès, Nina Ricci e o próprio Christian Dior, transformaram essa época na mais glamourosa e sofisticada de todas.

Já hoje, nos modelos de Jacobs, abusou-se de estampas florais em Jacquard, cores sóbrias, ombros marcados, sobretudos acinturados e decotes profundos, fazendo alusão aos marcos estilísticos dos anos anteriores a década do “New Look”. Extremo bom gosto e beleza.

The Marc Jacobs’s inspiration to 2010’s fall was the “New Look”, Christian Dior’s trend in 1947. Meters and meters to build these wide skirts that it’s goes down to the ankles, also narrow waistline, high heels, gloves and clutchs – they’re look like totally fabulous.

That female and youthful’s narrow waistline crossed the 50’s, it’s cornerstone to the most of fashion creations in this period. Regardless of what all passes leading to a simple and practical fashion way, keep pace with the changes that war’s incited, never in the history of mankind a trend was so well accepted by women as “New Look” , because it seemed they’d waiting for the femininity, luxury and sophistication to come back. Christian Dior who was led this run, until his dead in 1957, across to trends out almost every season.

With the end of the shortage of cosmetics after the war, the beauty would become a topic of great importance. The atmosphere was sophisticated and it was time for grooming. The makeup was fashionable and treasured the look, which led to a plethora of product releases for the eyes, an arsenal composed of shadows, mascara, pencils for the eyes and eyebrows, eyeliner beyond what is necessary. Makeup emphasized the intensity of the lips and pale skin, which should be perfect.

With the end of the shortage of cosmetics after the war, the beauty would become a topic of great importance. The atmosphere was sophisticated and it was time for grooming. The makeup was fashionable and treasured the look, which led to a plethora of product releases for the eyes, an arsenal composed of shadows, mascara, pencils for the eyes and eyebrows, eyeliner beyond what is necessary. Makeup emphasized the intensity of the lips and pale skin, which should be perfect.

The 50’s was undoubtedly the time when haute couture experienced its heyday, the time when moemorable designers like Cristobal Balenciaga – the grand master of haute couture – Hubert de Givenchy, Pierre Balmain, Chanel, Madame Grès, Nina Ricci and Christian Dior, this time became the most glamorous and sophisticated for them.

Nowaday, the basis of Jacobs are to abused floral Jacquard, soft colors, marked shoulders, thinning coats waistered line and deep necklines, alluding to the stylists marks of the previous years of the decade “New Look”. Stunning.

Madonna para a próxima campanha da Louis Vuitton

Posted in Fierceness by Coeur de Lion Magazine on 15/04/2009
Madonna_Louis_Vuitton

Última campanha de Madonna para a LV, por Marc Jacobs.

Madonna vai voltar com sua carinha “like a virgin” para a Louis Vuitton em 2009, através das lentes de Steven Meisel. O fotógrafo afirma que a campanha para o outono/inverno será uma surpresa em relaçãoas campanhas anteriores de Mert Alas e Marcus Piggott. O diretor de comunicações da Vuitton, Antoine Arnault, comenta que a parceria com Meisel vai, provavelmente, durar mais do que uma temporada.

a

Madge (banned-nickname da rainha do pop) ama e respeita Maisel tanto, que ela apóia sua introdução para a reinvenção da última edição da Vogue. Tanto que, a marca possivelmente usará ainda mais a imagem da diva, pois qual seria a melhor forma de ter os anúncios da grife estampados pelo mundo do que com Madonna sexy e de pernas abertas?

A última aparição da diva para a marca foi feita por Marc Jacobs e foi, infelizmente, um fracasso, mas desta vez afirmam ser diferente. A sessão está marcada para o final deste mês. Vamos esperar então.

Louis Vuitton Spring/Summer 2009 Ready-To-Wear

Posted in Fashion Shows Seasons by Coeur de Lion Magazine on 10/04/2009

Sexy, atrevido e completamente parisiense”, foi como classificaram o fashion show de Marc Jacobs para a Primavera/Verão de 2009: cheio de ligações tribais-africanas, costas delineadas, ombros definidos e um zilhão de acessórios.

A inspiração da Louis Vuitton foi a desconfiança pela futura depressão econômica que se abateria pela Europa, ou seja, mulheres mais preparadas, tons sóbrios e cortes assimétricos, para uma boa batalha contra a crise financeira mundial.

Saias flippy, suéteres com muito glitter, jaquetas com ombros acolchoados, além das elegantes calças com pernas longas e definidas: prontas para seduzir. Um conjunto perfeito para que tem espírito de vontade de se vestir bem em tempos difíceis.

Outro show a parte foi o desfile das palletes, que reluziram com o passar das garotas usando pyton e cristais. Crepe kilts com jaquetas pontilhadas nas costas mostraram a agressividade das modelos, blazers com ombros esculpidos, além das lindas calças de cintura alta.

Ao final uma mistura de tecidos com uma enorme quantidade de referencias de artes tribais, como colares, brincos, além de sapatos com plumagem e de uma grande quantidade de materiais plásticos, metálicos, suedes multicoloridos, leopardos e manchas. Foi tudo muito brilhante.

Grown-up Mesdames!